quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Desejo e Solidão



"Não existe nada mais triste, mais sem graça que a coisa realizada". Esta deve ser a grande angústia da idade avançada: mesmo tendo tido uma vida intensa e gloriosa, isso não basta. É preciso manter a ilusão pulsando, um alvo adiante, a perseguição contínua, para não sermos sepultados antes da hora. O desejo é um leão. Selvagem, carnívoro, brutal. Não permite acomodação. O do desejo não tem hora nem tem verbo, o desejo ruge, nosso corpo é sua jaula. Mas a gente se acomoda e anestesia o leão em nós. Resta a jaula vazia. Já nenhum risco nos ameaça, nenhuma surpresa nos aguarda. Uma desolação.
Martha Medeiros
Crônica Desejo e Solidão 
Livro Montanha Russa

sábado, 12 de dezembro de 2015

Ana Carolina - Coração Selvagem


Ótimo show ontem no Teatro Feevale!
Maravilha de interpretação...
Essa música é do Belchior!



sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Seja seletivo nas suas batalhas.









Seja seletivo nas suas batalhas.     
 Às vezes, estar em paz é melhor  do que estar certo. 









quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Em minha casa reuni brinquedos pequenos e grandes...




Em minha casa reuni brinquedos pequenos e grandes, sem os quais não poderia viver.
O menino que não brinca não é menino, mas o homem que não brinca perdeu para sempre o
menino que vivia nele e que lhe fará muita falta.
Pablo Neruda